23 julho 2008

Hydra e Stoupa

(Mais fotos aqui)

Finalmente, a viagem à nossa primeira ilha grega!
Hydra fica situada no Golfo Sarónico, e é a única ilha onde não podem circular carros. Além dos carros de recolha de lixo e dos bombeiros (ok, também vimos um tractor...), o único transporte a circular por Hydra são... burros! Tal como os carros, os burros transportam tudo: encomendas, malas, praticamente todo o tipo de carga. Aqui, a expressão "burro de carga" assenta que nem uma luva.
Hydra é uma ilha lindíssima. A cidade desenvolveu-se ao longo das encostas da baía, onde se situa o porto e onde, durante todo o dia, entram e saem barcos, ora de passageiros ora magníficos iates particulares. É uma cidade pitoresca, cheia de ruelas e com uma arquitectura muito própria.
A ilha tem apenas uma praia de areia, e o meio mais rápido de lá chegar é de táxi-barco, visto que a distância do centro da cidade ainda é grande. Por outro lado, existem pequenos espaços nas rochas preparados para uns mergulhos (adivinhem que se aventurou...).
A viagem dura cerca de uma hora e meia (em catamaran) e quase não se dá pelo tempo a passar. É um destino a marcar nas agendas!

(Mais fotos aqui)

Na semana passada decidimos, a convite de um amigo, visitar Stoupa.
Esta pequena vila fica situada no Sul do Peloponeso e em linguagem corrente pode dizer-se que fica onde Judas perdeu as botas!
Partindo de Atenas, demoramos 4h30 a chegar lá, duas das quais feitas em serra! É uma viagem cansativa, mas Stoupa vale a pena nem que seja pela magnífica praia e pelo maravilhoso pôr-do-sol. Além do mais, não é um local muito turístico, por isso ainda se consegue passear com tranquilidade. A comida é óptima e o melhor de tudo: os preços, comparados com Atenas, são baixissimos.
Apesar da viagem, Stoupa é um destino muito agradável para passar uns dias!

1 comentário:

Vitor disse...

Foram ambos os passeios óptimos. Pena serem curtos ;).