12 março 2010

Visita da enfermeira

Ontem, a enfermeira veio visitar a Eva. Aqui, depois que os bebés nascem, é a enfermeira que vem a casa pesar, medir, ver se está tudo bem com a mamã e o bebé.
Segundo ela, a Eva está bem de saúde e a desenvolver-se normalmente e já está com cinco quilos e 58,5 cm de comprimento.
Falamos de imensa coisa e pude ver que aqui as coisas são um bocadinho diferentes. Só aos três meses é que os bebés começam a levar as vacinas (em Portugal é logo ao segundo dia!) e as visitas ao médico são esporádicas. Apenas às cinco semanas, três meses, cinco meses e 12 meses. No intervalo destas consultas, podemos sempre recorrer à enfermeira que, caso tudo corra dentro da normalidade, faz quatro visitas durante o primeiro ano.
Ela deu-me vários conselhos e um deles foi que deveria colocar a Eva, várias vezes ao dia, de barriga para baixo com os braços e a cabeça apoiados numa almofada, isto para reforçar a coluna para que a nossa pequenina consiga aguentar-se nos braços e manter os ombros e a cabeça erguidos quando está nesta posição. Disse-me que deviamos limitar o tempo que ela passa na cadeirinha e dormir só mesmo numa superfície plana. E agora o mais curioso. Disse que, mais umas semanas e posso colocar a Eva a dormir na varanda.
A princípio pensei que tinha percebido mal, mas não. Ela reforçou que aqui, os bebés são colocados "lá fora" para dormir durante o dia. Sinceramente não consegui entender muito bem as razões, mas penso que tem qualquer coisa a ver com o facto dos bebés se começarem a habituar ao frio logo de pequeninos.
Ok, vou pensar no assunto...

4 comentários:

Victor disse...

Irra.
Por isso é que as mulheres Dinamarquesas são frias, dormem nas varandas ao frio, quando são pequeninas.

As Contas de Gali disse...

Realmente cada um com o seu kharma, eu bem prefiro ter dormido na costa da caparica, bjs

Maffa disse...

eh eh
pois eu näo tive esse dilema problema porque näo tenho varanda...
Tb vivo em Copenhaga e tenho um filhote de 16 meses. Mas ele näo se escapa de dormir ao ar livre no infantário. E chega a dormir 3 horas seguidas de sestas, quando nunca faz isso em casa...
Tb me faz um bocado de confusäo principalmente porque tem estado tanto frio... Mas em casa dá para decidir näo o pôr ao relento, no infantário näo...

Viagens Lacoste disse...

Uma enfermeira vai a casa???
Dormir na varanda?Isso dói!!!