24 janeiro 2008

O que começa mal... acaba bem! (assim espero!)

Parece que a onda de azares no início de 2008 não me atingiu só a mim. Consta-se que o mal é geral. Eu, assim que aterrei em Atenas, aterrei também directinha na cama, com uma valente gripe. Valeu-me um, também, valente antibiótico que não deu só cabo da gripe, deu cabo de mim! Mas pronto, como diz o meu pai, "o mau tempo já lá vai!".
Pois, pois, isso é para ele que não mora na Grécia. Tirando o vendaval que me atormentou toda a noite, o pior pesadelo é aquilo a que chamamos "greek way", que é como quem diz "à maneira grega".
Hoje era para ser grande dia. Finalmente iam-nos instalar a internet lá em casa (sim porque estou a escrever, sentada numa cadeira no Starbucks). Iam, disse bem. Acontece que os senhores enganaram-se na morada e foram parar a santa c*** do assobio. Lá ficamos nós com o nosso sonho adiado sabe-se lá por quanto mais tempo.
Mas é que isto tem implicações muito sérias. Além de nos termos que abalar de casa para vir até ao Starbucks para ter internet, ainda temos que pagar o acesso e pior que isso, temos que beber estes cafezinhos que tanto têm de maravilhosos como de calorias. Depois é suar no ginásio. Pois, tem que ser.
Enfim, como disse, o ano não começou da melhor maneira, mas acredito que vá acabar muito bem.
Entretanto, estou de pensamentos postos no casório, mas não, não estou nada nervosa. Era para estar? Já começo a achar que isto não é normal...

1 comentário:

Vitor disse...

Há-de melhorar... há-de melhorar...