18 setembro 2008

Vai uma pint??

Londres é Londres e ponto final. Dá sempre vontade de voltar a esta cidade. Desta vez resolvemos fazer um best of e passear pelos sítios que mais gostamos.
Na quarta-feira chegamos já perto das 11 da noite ao aeroporto de Gatwick. Apanhamos o comboio até à estação de Victoria e como eu (cabeça no ar que sou) esqueci-me de imprimir o mapa com as ruas que nos levariam ao hotel, resolvemos apanhar um taxi. Foi uma experiência nova para nós. Entrar naqueles famosos táxis londrinos é sempre excitante (e como eles são tão diferentes dos nossos!) e ainda mais circular pela esquerda! Em alguns minutos estavamos no hotel. Cansados da viagem e com um longo dia pela frente fomos dormir sem mais demoras.

Na quinta-feira, antes de irmos para Wembley, resolvemos ir até Picadilly e subir a Regent Street. Aqui entramos no Hamleys, uma loja de brinquedos (que é um mundo!), recomendada por uma amiga nossa. Passamos um bom tempo a olhar espantados para todos aqueles brinquedos, cheios de vontade de trazer alguma coisa (bem que o Vitó ficou embeiçado por um carro telecomandado que imitava o barulho de um motor!) mas resolvemos acordar e sair.
Passeando pela Regent Street, descobrimos ainda que iamos perder a abertura da Ferrari Store por alguns dias. E ainda bem!!
Depois de comprarmos alguma comida para a tarde, fomos almoçar e rumamos a Wembley.

Apesar da chuva (durante 10 minutinhos) do dia anterior, a sexta-feira acordou com uma cara bem melhor. Temperatura amena e sol de ferir os olhos. É verdade, conseguimos usar óculos escuros em Londres! Ainda um bocado moídos do concerto, lá ganhamos coragem e fomos até Convent Garden. Passeamos pelo Soho e resolvemos entrar num bar, tipicamente inglês, para comermos o tradicional "Fish and Chips". Apontem o nome "The Green Man", que vale muito a pena uma visita. Pedimos duas pints e sentamos a relaxar. Depois do almoço já foi difícil levantar e caminhar, mas eu tenho cá para mim que aquele chão não era nivelado... ooops!
Com o sol a aquecer (se calhar era por isso que os ingleses estavam tão simpáticos!) caminhamos até darmos de caras com o Cheers. "Hummmm... happy hours a partir das 16 horas!" Faltavam cinco minutos. Demos uma volta e regressamos ao Cheers. Duas pints, nachos e mais duas half pints e tudo o que queriamos naquela altura era uma cama... pra dormir.
Chegamos ao hotel perto das seis horas. Dormimos até ao outro dia.

Acordamos no sábado cheios de energia. Tinhamos programado ir a dois dos sítios que mais gostamos: Portobello e Camdem Town.
O mercado de Portobello, com todas aquelas barraquinhas de rua onde se pode encontrar quase tudo, é um sítio obrigatório para passear. E ao sábado de manhã, está sempre apinhado de gente. A fome já apertava e resolvemos ir até Camden, à procura das maravilhosas fajitas. Camden e o seu mercado, mais alternativo, são uma delícia. Toda aquela rua antes de chegar ao mercado, cheia de lojas (a fazer lembrar os tempos em que os punks ali paravam) são de encher o olho.
Camden Lock continua espectacular. Barraquinhas e mais barraquinhas a vender tudo o que se possa imaginar. Corremos o mercado de uma ponta a outra. A esta altura, estavamos prontos para devorar umas deliciosas fajitas.
Antes de voltarmos ao hotel, ainda passamos em Trafalgar Square (onde decorria um concerto) e não podiamos deixar de tirar mais uma foto junto ao Big Ben. Ah, antes ainda encontramos uma manifestação em frente a Downing Street...
À noite fomos até ao Soho beber mais umas cervejolas e ver o ambiente. Curiosamente estava tudo demasiado calmo...

Domingo foi dia de arrumar a bagagem para virmos embora. Antes, porém, degustamos pela última vez um prato de "Fish and Chips", no (agora) nosso bar favorito.
Estava na hora de dizer adeus a Londres, ou melhor... até à próxima!

3 comentários:

Viagens Lacoste disse...

Ai Londres que saudades, eu disse que só regressaria a Londres na próxima tour vamos ver se aguento. Quando subiam a Regent Street por acaso não viraram à direita? (um pouco antes ou um pouco depois da loja de brinquedos) É que um dos mais bonitos espaços comerciais de Londres é por aí, chama-se Liberty's e a arquitectura é estilo Tudor, é tudo muito requintado, tipo Harrods mas mais ainda. Que saudades da City que eu tenho.

Vitor disse...

PINT... PIIINT... PIIIIIIIIIIIINT!!! Fish & Chips... nhac!!!

Só falta dizer que o The Green Man é em Berwick Street, a poucos metros do cruzamento com a Oxford Road.

Ana Luísa Almeida disse...

Fantástico...!!!